conserto de lava e seca rio grande do sul

Conserto de Máquina de Lavar Penha – RJ – (21)98852-5452

Conserto de Máquina de Lavar Penha – RJ – (21)98852-5452 WhatsApp – Falar Com o Senhor Rodrigo. Trabalhamos com várias marcas de máquinas de lavar roupa, secadoras, lava e seca tanto residenciais e comerciais como Electrolux, Brastemp como exemplo. O atendimento mais rápido do Rio de Janeiro.

contato do montador de geladeiras side by side

Curiosidades

Inicialmente, a Penha possuía uma região praieira, próxima ao mangue do Saco do Viegas (na altura dos viadutos Lobo Júnior e Luzitânia). A região era chamada de “MARIANGU”, nome indígena de uma ave abundante no recôncavo da Baía de Guanabara. Nela surgiu o Porto de “Maria Angu” (em Olaria, no final da rua Pirangi), do qual partiam embarcações para o centro do Rio de Janeiro colonial. Boa parte do litoral da Penha era composto por um grande manguezal (principalmente na altura da Lobo Júnior até o mercado São Sebastião), até que ocorreram os grandes e sucessivos aterros, intensificados no final da década de 1950 e começo dos anos 60. Hoje, a região praieira da Penha pertence à Marinha do Brasil, e a região da Praia da Moreninha e comunidade de pescadores (hoje este mesmo local é conhecido como favela da Kelson’s ou favela da moreninha) pertencem à Penha Circular.

O povoamento do Bairro da Penha se deu em virtude da construção da Igreja da Penha, santuário situado no cima de um outeiro de pedra, na estação do subúrbio da Estrada de Ferro Leopoldina ao qual empresta o nome, próxima da estrada que, partindo da Capital, vai dar em Petrópolis.

A construção do templo data de 1635, pelo capitão Baltasar de Abreu Cardoso, senhor abastado (homem influente da cidade), proprietário de uma grande quinta dentro da qual se achava o penhasco. Suas terras, segundo indica Vivaldo Coaracy em sua obra “O Rio de Janeiro no século 17” (p. 84), lhe foram concedidas por sesmaria em 1613. Para Coaracy, “a devoção dos primitivos moradores do Rio de Janeiro multiplicava capelas e ermidas consagradas à Virgem Maria sob várias invocações, e aos santos de culto mais popular”. Baltasar Cardoso decidiu erguer uma capela no alto do morro situado em suas terras e, em 1635, levou a efeito o seu propósito construindo ali um pequeno templo que foi a origem da Igreja de Nossa Senhora da Penha, que veio posteriormente a dar nome ao bairro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *